Por: AYRTON DIAS

03/08/2021

21:48:37

KARATE PARA A VIDA

Livro conta a história de uma das artes marciais mais praticadas no mundo
KARATE PARA A VIDA
O paranaense Eros José Sanches, 52 anos, militar da reserva, faixa preta 2ºdan e totalmente identificado com preceitos essenciais dessa milenar arte marcial, imbuído por um grande sentimento de admiração pelo tema e percebendo uma grande carência no mercado editorial, resolveu compartilhar - através da publicação de um livro - seu encantamento pelo contexto histórico dessa verdadeira filosofia de vida.

O karate tem origem em métodos de preparação física com raízes milenares. Além de defesa pessoal de eficiência comprovada e esporte de competição difundido mundialmente, essa tradicional modalidade de luta conta com diversos conteúdos não só no aspecto físico como também no social e intelectual.

Os caratecas são orientados a manter sempre uma convivência social disciplinada, harmoniosa e extremamente respeitosa. A reverências aos companheiros de treino - por exemplo - e, principalmente, ao professor, no início e ao fim das práticas como forma de demonstrar respeito ao seu conhecimento, são rotinas extremamente educativas pois estimulam o respeito ao próximo e,  aos profissionais que atuam na área de ensino, criando um ambiente de disciplina muito importante na formação educacional.

Para produzir o livro houve uma dedicação extrema a pesquisa. O que o levou a dispender tanta energia, tempo e investir recursos para viabilizar a publicação desse livro?

- Sim, é isso mesmo. Uma pesquisa séria dispende um tempo precioso e uma dedicação extrema. Este livro me ocupou de forma bastante intensa por seis anos, tendo iniciado as pesquisas em 2015 e concluído somente agora. A história dessa pesquisa tem início em 2013 quando decidi escrever uma síntese histórica do Karate-dô para atender meus alunos, já que sempre cobrei conhecimento teórico (histórico e filosófico) para os exames de graduação. Na época eu participava do excelente fórum “Karateca.net Sandan” e com a ajuda dos professores daquele Dojô virtual consegui delinear especialmente a história do Karate-dô no Brasil. Essa apostila, denominada “Karate-Dô, Uma Síntese Histórica da Arte Marcial de Okinawa” foi convertida em arquivo PDF e distribuída por todo o Brasil. Aconteceu que alguns professores desejaram colaborar com minhas pesquisas e ampliar o tópico sobre seus estilos. Com isso passei a trabalhar em uma segunda edição da apostila, mas o assunto foi tomando tanto volume que desisti dessa ideia e passei a conceber este livro, que está prestes a ser lançado. 


Eros José Sanches

O título do livro faz menção a uma expressão muito significativa para o Karate marcial. Qual o motivo da escolha? 

- O livro chama-se “Ikken Hissatsu, As Origens do Karate-Dô”. Ikken Hissatsu textualmente significa “um punho certamente mata”, em alusão ao fato do potente soco do Karate-dô ser potencialmente letal. Também se reporta a eficiência do Karate-dô em reduzir ao mínimo o gasto de energia em um conflito pela vida, em caso de defesa pessoal. O motivo da escolha desse nome foi exatamente o de resgatar o princípio marcial da arte primitiva que acabou esquecido pela esportivização moderna. Não é uma crítica leviana ao braço esportivo do Karate-dô, mas uma sincera tentativa de relembrar o princípio marcial da nossa arte. 

Da sua origem aos dias atuais o Karate passou por inúmeras transformações. Há uma reflexão sobre elas em seu livro? 

- O livro traz a origem do Karate-dô desde o intercâmbio do Reino de Ryukyu (hoje Prefeitura de Okinawa, Japão) com a China, ainda no Século XIV. Perpassa os principais eventos políticos da história como o estabelecimento da vila chinesa Kumemura em Okinawa no ano de 1393, a invasão dos Samurais do feudo Satsuma no ano de 1609, a Restauração Meiji de 1868 e a consequente anexação de Okinawa como prefeitura japonesa em 1879, e a derrota japonesa na Segunda Guerra Mundial. Cada um desses eventos contribuiu para alterações e aperfeiçoamentos no Karate-dô, deixando a arte como hoje a conhecemos. Toda essa viagem histórica de mais de 600 anos é coroada com importantes reflexões que proponho no último capítulo, que leva o nome do livro.

 Tanto para um leigo quanto para um carateca, em que sentido a sua publicação pode contribuir? 

- Ótima pergunta! Com esse livro os professores de Karate-dô terão conteúdo e referências para melhor instruir seus alunos. Isso porque após expor toda a história do Karate-dô em nove capítulos, no último capítulo apresento, respaldado na história, respostas importantes sobre o que é Budô, a vivência no Budô, a vivência esportiva, a tradição, a filosofia, as normas de respeito, as implicações jurídicas da agressão com as técnicas do Karate-dô, tudo em uma profunda análise completamente amparada bibliograficamente, já que se trata de um livro científico escrito em uma narrativa agradável. Já ao leigo ele encontrará uma fonte riquíssima para entender tudo sobre a arte, sem problemas com os termos em japonês, uma vez que o livro trás um glossário das palavras dessa língua. 

Qual a tiragem? 

- O livro inicialmente está previsto para ter uma tiragem limitada de 500 cópias. Contudo, se surgir uma demanda promissora poderemos tentar emitir mais 500 cópias, chegando assim aos mil exemplares. 

Mensagem?

- Gostaria de complementar que o livro traz no capítulo “O Karate-Dô no Brasil” a mais importante pesquisa histórica do Karate-dô brasileiro. Tive acesso aos documentos imigratórios dos mestres japoneses que institucionalizaram a arte no País, tratando-se de uma pesquisa inédita no Brasil. Este capítulo apresenta uma importante contribuição para a história da imigração japonesa e, para minha surpresa (e acredito que também seja para muitos), obtive a relação de 71 (setenta e um) mestres japoneses que nas décadas de 50 a 70 divulgaram a arte por toda a Nação. Muitos desses nomes eram desconhecidos da historiografia até aqui. Cabe ressaltar que o livro contém 664 páginas e é prefaciado pelo insigne Dr. PHD e mestre em várias artes marciais, Shihan Sohaku Raimundo Cesar Bastos, um dos primeiros faixas pretas em Karate-dô do Brasil.


 SINOPSE: 

Apresenta a história do Karate-dô de forma metódica e organizada em dez capítulos dispostos em ordem cronológica, impecável e contextualizada com os eventos históricos de sua época. A narrativa se inicia com o reinado de Tamagusuku, em Ryûkyû (Okinawa) no ano de 1314, discorrendo até os dias atuais. Redigido sob metodologia acadêmica sem, contudo, deixar a leitura pesada e desagradável, a obra apresenta a influência dos mestres precursores surgidos no Século XVII, os acontecimentos políticos que os envolveram e proporcionaram o desenvolvimento do Tôde (nome primitivo do Karate-dô).  Importante ressaltar que não é uma obra exclusiva sobre o estilo Shôtôkan-ryû, embora dedique um capítulo a esse estilo mais praticado no mundo. A história do Karate-dô no Brasil, narrada em um capítulo exclusivo, é pioneiro em levantar os acontecimentos que introduziram e institucionalizaram a arte no país, apoiado em documentação imigratória dos mestres introdutores (pesquisa inédita no Brasil) e em depoimento de familiares e renomados mestres da atualidade. Textos adicionais apresentam mais de 20 biografias e sínteses históricas de várias outras artes originadas do Karate-dô (Taekwondô, Taihojutsu, Kickboxing). A origem do Dai Nippon Butokukai, das graduações Dan-I, e a introdução do Karate-dô na Europa, Havaí e Estados Unidos, são outras abordagens que enriquecem o livro. No último capítulo é discutida amplamente a validade do Karate-dô em seu pensamento esportivo e tradicional, perpassando a questão intelectual, ética, psicológica e técnica do praticante da arte. Em outras palavras, trata-se de uma obra de teor acadêmico e com abrangência e especificidade histórica inédita no Brasil. O Dr. Sohaku Bastos, um dos primeiros faixas pretas do Brasil, é o prefaciador. 

SERVIÇO:

Livro "Ikken Hissatsu: As Origens do Karate-Dô" 

https://www.facebook.com/groups/199397635420222/?ref=share

 



Publicidade

Friweb Agência Digital
ÊXITO RIO
ÊXITO RIO
ÊXITO RIO

TURISMO

VALE A PENA VER DE NOVO: ESTÁ SURGINDO A ROTA CERVEJEIRA DO RIO DE JANEIRO - CERVEJAS DAS MONTANHAS
VALE A PENA VER DE NOVO: ESTÁ SURGINDO A ROTA CERVEJEIRA DO RIO DE JANEIRO - CERVEJAS DAS MONTANHAS
A Rota Cervejeira do Rio de Janeiro vai ligar todos os produtores de cerveja da região, das micros as grandes cervejarias além dos brewpubs, oferecendo aos turistas e visitantes uma...

TURISMO

VALE A PENA VER DE NOVO:  TRUTA, UM ÓTIMO SÍMBOLO PARA O TURISMO DE NOVA FRIBURGO
VALE A PENA VER DE NOVO: TRUTA, UM ÓTIMO SÍMBOLO PARA O TURISMO DE NOVA FRIBURGO
O território friburguense é verdadeiramente privilegiado por ter um clima ameno, águas cristalinas, ar puro e, justamente por isso, trutas! Cientes da importância desse...