13/11/2019 - 18h43min - Autor: Priscila Piffer

Reunião do Conselho Estadual do Turismo ressalta avanços do setor em 2019

  Repercussão do decreto de redução do ICMS/QAV foi destaque do encontro

Reunião do Conselho Estadual do Turismo ressalta avanços do setor em 2019

O Conselho Estadual de Turismo reuniu-se na tarde desta quarta-feira (13/11), na sede da Fecomércio, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Na pauta, os avanços em importantes temas do Turismo no ano de 2019 como o Salão Estadual do Turismo, o Stopover, o banco de diárias e a repercussão da assinatura do decreto que reduz o ICMS/QAV para as empresas aéreas, lançado nesta terça (12), no Palácio Guanabara.

 

Na ocasião, o secretário de Estado de Turismo, Otavio Leite, que também preside o Conselho, abriu a reunião, falando sobre os resultados positivos da volta do Salão Estadual do Turismo, que aconteceu em agosto. Diversas instituições públicas e privadas, pertencentes ao trade turístico, participaram do encontro, ressaltando ideias e soluções para os gargalos do segmento. O encontro, realizado bimestralmente, é fundamental para a aproximação e união de esforços de todos os agentes públicos e privados, para o desenvolvimento sustentável do turismo no Estado.

 

Otavio Leite destacou também ações relacionadas às parcerias com as cias aéreas com o objetivo de ampliar o número de turistas que chegam ao Rio de Janeiro. A criação de um banco de diárias para a captação de eventos no Rio de Janeiro também esteve em pauta. Esta é uma das estratégias para captar eventos, congressos, feiras, jornadas científicas e simpósios, proporcionando descontos em hospedagem, bares e restaurantes, tornando mais atrativa e barata a estadia no Rio de Janeiro.

 

- O Estado vai fazer um esforço fiscal e, ao mesmo tempo, a hotelaria vai oferecer espaços ociosos de seus aposentos para criar um banco de diárias, a fim de que ele sirva de um instrumento importante na captação de eventos – explica Otavio.

 

Sobre o decreto do ICMS /QAV, Otavio ressaltou o anúncio feito pelo presidente da Gol, Paulo Kakinoff, de que a nova alíquota irá resultar em um aumento de 17% na oferta de assentos, no ano de 2020 em relação a 2019. Ao todo, serão 17 novos destinos que terão aumento na oferta que elevará o crescimento mínimo para se habilitar à faixa dos 15%, da contrapartida sugerida pelo Estado.

 

- Estamos empenhados em fazer do turismo algo relevante para o Rio e para o Brasil. O Stopover, por exemplo, é uma modalidade importante, com a participação do trade hoteleiro, turístico. Estamos trabalhando isso com a TAP. Acredito que o Rio de Janeiro consiga, até o final de 2022, aumentar muito o fluxo de turistas – concluiu o Secretário.

Parceiros