Por: ANDREIA CONSTÂNCIO

03/08/2021

14:10:50

TERESA YOSHIKO, PRIMEIRA PRODUTORA A CONSEGUIR LEGALIZAR O LÚPULO BRASILEIRO, VISITA PRODUTORES DO INTERIOR DE SÃO PAULO

Viagem teve viés de pesquisa para saber como está a produção de lúpulo no estado.
TERESA YOSHIKO, PRIMEIRA PRODUTORA A CONSEGUIR LEGALIZAR O LÚPULO BRASILEIRO, VISITA PRODUTORES DO INTERIOR DE SÃO PAULO
Depois de trabalhar um longo período dentro do viveiro propagando mudas e também tendo trabalhado intensamente nas questões burocráticas e legais do lúpulo brasileiro, a produtora e pesquisadora Teresa Yoshiko, do Lúpulos Ninkasi, resolveu partir em viagem pelo interior de São Paulo para conhecer de perto produtores de lúpulo, viveiristas e também novos e futuros produtores. - HOPSTECKER cultivo orgânico Holambra - produtores Daniel e Felipe

Segundo Teresa, a viagem foi importante para trocar experiências, principalmente com o viés de pesquisa, pois o objetivo foi entender como está a produção de lúpulo neste microclima que é o estado de São Paulo. 

“Ver no campo o que é estudado pela academia e todos os órgãos que estão no projeto, foi uma experiência enriquecedora. Até mesmo porque é importante conhecer de perto pessoas sérias que estão construindo essa história no país”, comentou.

HOPS BRASIL Viveiro  São José do Rio Preto - produtores Ricardo e Max

O plantio de lúpulo do Brasil precisa ser levado a sério e a intenção principal da viveirista foi estar mais próxima desses produtores de São Paulo.  Apesar de seu trabalho de pesquisa e esforços pela cultura do lúpulo no país ser reconhecido e elogiado pelo MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), Teresa Yoshiko vem sendo alvo de constantes ataques questionando sua idoneidade. “O fato de ser mulher incomoda quem não quer investir ou até mesmo estudar a cultura.  Prego que fica mais alto, leva mais martelada”, comenta a produtora, sem querer fazer alarde desses ataques de concorrentes. Como boa brasileira, com descendência japonesa, ela não se deixa abalar e segue em frente ajudando quem precisa no campo.
 
O Lúpulo em São Paulo


A primeira produção visitada por Teresa Yoshiko, que esteve todo tempo acompanhada por Ana Pampillón, coordenadora da Rota Cervejeira RJ e também amante da cultura da produção de lúpulo no país, foi na cidade de Holambra, na Hopstecker.  Uma produção orgânica e processada em forma de “plugs”, é novidade no beneficiamento do lúpulo. Com muito aroma e óleos essenciais acima da média, esse lúpulo foi utilizado no projeto do “Pint os Science” esse ano, em que a Ana participou.

 Lúpulos Dalcin - Taguaí  - produtor Leandro


Depois, as duas "desbravadoras do lúpulo nacional" estiveram em São José do Rio Preto, na Hops Brasil, onde foram recebidas por Ricardo Beolchi, um dos sócios e também precursores na importação de mudas no país.  Visitaram também, os produtores Lúpulos Dalcin, Bravaterra e Manti Hops, passando pelas cidades de Taguai, Fartura e Cruzeiro.

 BRAVATERRA Fartura  -  produtor Daniel

“Que momento especial estou vivendo hoje. Em 2018 consegui a legalização do lúpulo no país. Depois dessa conquista grandiosa, me dediquei ao viveiro, produzindo mudas de diferentes cultivares buscando qualidade. Paralelo a isso, e com a mesma dedicação, ajudei a montar a ART onde os futuros produtores hoje têm acesso a crédito agrícola pelo Banco do Brasil, pesquisas na área de nutrição e irrigação. Os desafios e conquistas não pararam por aí, em 2019 tivemos um avanço extraordinário no plantio, foram mais de 5 mil mudas plantadas. Em 2021, em meio a pandemia, mais conquistas vieram, quando iniciamos um projeto com melhoramento genético montando parcerias com as universidades e os produtores. Com tudo isso não poderia ser diferente, resolvi fazer a primeira importação de mudas comerciais dos EUA, profissionalizando ainda mais o cultivo do lúpulo no país. Decidi fazer esta visita aos produtores de São Paulo para expandir os horizontes. Visitei alguns produtores que adquiriram minhas mudas, há alguns anos, aprendendo e compartilhando conhecimentos em prol da cultura, e conheci futuros produtores.  O caminho a trilhar é longo, mas prazeroso. Um brinde bem Lupulado!”, declarou Teresa Yoshiko.

 MANTIHOPS Cruzeiro  - produtor Eddie

 

Publicidade

Friweb Agência Digital
ÊXITO RIO
ÊXITO RIO
ÊXITO RIO

TURISMO

VALE A PENA VER DE NOVO: ESTÁ SURGINDO A ROTA CERVEJEIRA DO RIO DE JANEIRO - CERVEJAS DAS MONTANHAS
VALE A PENA VER DE NOVO: ESTÁ SURGINDO A ROTA CERVEJEIRA DO RIO DE JANEIRO - CERVEJAS DAS MONTANHAS
A Rota Cervejeira do Rio de Janeiro vai ligar todos os produtores de cerveja da região, das micros as grandes cervejarias além dos brewpubs, oferecendo aos turistas e visitantes uma...

TURISMO

VALE A PENA VER DE NOVO:  TRUTA, UM ÓTIMO SÍMBOLO PARA O TURISMO DE NOVA FRIBURGO
VALE A PENA VER DE NOVO: TRUTA, UM ÓTIMO SÍMBOLO PARA O TURISMO DE NOVA FRIBURGO
O território friburguense é verdadeiramente privilegiado por ter um clima ameno, águas cristalinas, ar puro e, justamente por isso, trutas! Cientes da importância desse...